Comprar livros de Luiz Pacheco


Onde comprar Pachequices? fácil, se estiverem em Lisboa.

Com a morte do Pacheco, as boas obras disponíveis que já eram escassas, são agora raras.

Um sitio fantástico para se visitar é a Livrarte na Av. Uruguai, em Benfica: há lá sempre pachecada boa, mas da cara. As instalações e o atendimento são excelentes. A Ler Devagar no Bairro Alto (Rua da Barroca ao lado da ZDB) tem Textos de Guerrilha e o Teodolito (6ªed), a Alexandria como editou o Mano Forte, tem-no (Rua do Século) e aquele alfarrabista da Calçada do Carmo (o primeiro de quem desce a calçada para as escadinhas do Duque), também costuma ter uma coisa ou outra.

A livraria Artes e Letras do Luís Gomes, mudou-se para outro lado, mas há sempre surpresas. Ao lado, a Olissipo tem pouca coisa.

A Antiquária ao lado do elevador da Bica tem sempre alguma coisa em exposição, mas é um bocado careira, acho.

Na Estampa por vezes encontra-se "Pacheco Vs Cesariny" e os "Exercícios de estilo", quer a segunda ou a terceira edição, mas já começa a rarear, o safardanas.

Fnac
? também, Crocodilo que voa, Diário remendado e o Raio de Luar, pelo menos. Vejam no site deles. Vamos à net: Wook.pt é um bom site para coisas mais mainstream, mas catitas.
OLX, Custojusto e Coisas são sites onde se encontram muitos livros.

No site da Quasi http://www.quasi.com.pt/

Um livreiro muito simpático e pachecal: O Eduardo na Letra Livre, mesmo no fim da Calçada do Combro, em Lisboa (www.letralivre.com) e descendo mais um pouco, a Livraria Avelar Machado, na Rua Poço dos Negros.

Estejam atentos ao apertado, mas admirável poiso do Simão nas Escadinhas de S. Cristóvão, a descer a Rua da Madalena. Foi lá que comprei 2 pachequices raras e o Simão é um porreiraço. Um gourmet dos livros, este Simão.


....

E se vocês acham que na Póvoa de Varzim não há pachecada, pois o simpático alfarrabista Luís Igreja tem lá sediada a "Livros e Colecções".
E insisto, é bem simpático, porque me vendeu o Crocodilo que voa a preço bem catita.

Em Coimbra, na Rua Ferreira Borges, 175 - 1º, temos o Livro antigo do Miguel de Carvalho, com um site recheado de surrealismo e afins http://www.livro-antigo.com

Coisas muito, muito raras, há ainda em Lisboa, onde descobri a Galeria da Gabriela Gouveia, que tem muita pachecada, entre surrealistas e outros dinaussáurios de então.
Se procuram, então é aqui que encontrarão edições raras da Contraponto.

No antiquário "Caco velho, caco novo" em Benfica (por baixo da Modatex), há sempre umas pachecadas mais clássicas. É só ligarem para o Nunes e perguntar.

Porto, Coimbra, Freixo de Numão e vocês...não pachecam?